Romaria de Nossa Senhora da Penha 2016: análise das ações de Folkmarketing

  • Géssica Vieira Alves
  • Severino Alves de Lucena Filho
  • Ítalo Rômany de Carvalho Andrade

Resumo

Este artigo se trata de uma pesquisa participante realizada na 253ª Romaria de Nossa Senhora da Penha, a fim de examinar as ações de folkmarketing das empresas patrocinadoras, que por
meio da apropriação dos símbolos religiosos do evento, divulgam seus serviços e produtos, incorporando a sua imagem organizacional, os princípios e simbolismo religioso da procissão.
Com, isso, a pesquisa busca compreender esses novos aspectos da folkcomunicação a partir de iniciativas de marketing, por meio das empresas apoiadoras da peregrinação.

Biografia do Autor

Géssica Vieira Alves

Graduanda em Relações Públicas pela Universidade Federal da Paraíba.

Severino Alves de Lucena Filho

Doutor em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Ítalo Rômany de Carvalho Andrade

Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural e Desenvolvimento Local da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba. 

Referências

ARMSTRONG, G.; KOTLER, P. Marketing em um mundo em mudança: criando valor e satisfação para o cliente. In: CAIRO, S.; MARQUES, A. S., (trad.). Princípios de Marketing. ed. 9, São Paulo: Prentice Hall, 2003.
ARAÚJO, E.; DOURADO, J. L.; ROCHA, I. A História dos Devotos de Nossa Senhora da Cabeça: um estudo folkcomunicacional. Para de Minas: Virtual Books, 2009.
BELTRÃO, L. Folkcomunicação: a comunicação dos marginalizados, São Paulo: Cortez, 1980.
CABRAL, K. G. M.; LOPES, R. L. Análise de Ações de Folkmarketing do Armazém Paraíba na 250ª Romaria de Nossa Senhora da Penha. João Pessoa: UFPB, 2014.
COUTINHO, I.; et. al. A Folkcomunicação no Limiar do Século XXI. Juiz de Fora: UFJF, 2012.
CRUZ, M. S. R.; MENEZES, J. S.; PINTO, O. Festas Culturais: Tradição, Comidas e Celebrações. In: Encontro Baiano de Cultura - FACOM/UFBA, 1, 2008, Salvador. Anais
eletrônicos...Bahia:UESC, 2008. Disponível em: . Acesso em: 27 mar. 2017.
GORDO, L. E. G. Ex-votos: A saga da comunicação perseguida. São Paulo: Ave-Maria, 2015.
KOTLER, P. Marketing de A a Z: Conceitos que todo profissional deve saber. In: SERRA, Afonso Celso Cunha (trad.). Rio de Janeiro: Elsevier. 2003.
LUCENA FILHO, S. A. de. Festa Junina em Portugal: Marcas Culturais no Contexto de Folkmarketing. João Pessoa:UFPB, 2012.
MACIEL, B. Folkcomunicação e Desenvolvimento Local. In: COUTINHO, Iluska; et. al.(Org). A Folkcomunicação no Limiar do Século XXI. Juiz de Fora: UFJF. 2012.
MELO, J. M. Ecos da Rebeldia Beltraniana. In: COUTINHO, I.; et. al.(Org). A Folkcomunicação no Limiar do Século XXI. Juiz de Fora: UFJF. 2012.
TRIGUEIRO, O. M. Os caminhos da Folkcomunicação na Atualidade: Perspectivas para o século XXI. . In: COUTINHO, I.; et. al.(Org). A Folkcomunicação no Limiar do Século XXI. Juiz de Fora:
UFJF. 2012.
Publicado
2017-04-18
Como Citar
ALVES, Géssica Vieira; LUCENA FILHO, Severino Alves de; ANDRADE, Ítalo Rômany de Carvalho. Romaria de Nossa Senhora da Penha 2016: análise das ações de Folkmarketing. Anais da Conferência Brasileira de Folkcomunicação - Folkcom, [S.l.], n. XVIII, abr. 2017. ISSN 2236-2924. Disponível em: <http://anaisfolkcom.redefolkcom.org/index.php/folkcom/article/view/37>. Acesso em: 23 set. 2017.