Análise das estratégias mercadológicas da empresa Walmart no contexto junino, sob a perspectiva do folkmarketing

  • Andrea Karinne Albuquerque Maia
  • Lynny Barra Nova Diniz
  • Augusto César Filgueiras Firmino

Resumo

Em um mundo globalizado e competitivo, as empresas privadas se apropriam das simbologias juninas com objetivos comerciais e mercadológicos, visando estrategicamente agregar valores culturais para suas marcas. Nesse sentido, este artigo visa analisar a apropriação da cultura junina, por parte da multinacional Walmart, a partir da análise da Loja Hiperbompreço João Pessoa. O conceito de folkmarketing constitui o aporte teórico, além da realização de uma pesquisa de natureza exploratória, bibliográfica e documental no contexto da Teoria da
Folkcomunicação (BELTRÃO, 1980). Conclui-se que, apesar do Walmart ser uma multinacional com padrões de gestão estabelecidos, a empresa apropria-se de símbolos da cultura local nordestina para agregar valores as suas marcas e assim, atingir seus objetivos organizacionais.

Biografia do Autor

Andrea Karinne Albuquerque Maia

Professora Mestre do Departamento de Comunicação da Universidade Federal da Paraíba. 

Lynny Barra Nova Diniz

Graduanda em Relações Públicas pela UFPB, cursando 7º período. 

Augusto César Filgueiras Firmino

4 Graduando em Relações Públicas pela UFPB, cursando 7º período.

Referências

BELTRÃO, Luiz. O ex-voto como veículo jornalístico: Comunicações e problemas. Recife:
Ano 1, n.1, 1965.
_____. Comunicação dos marginalizados. São Paulo: Cortez, 1980.
BENJAMIM, Roberto. Ciclo junino. Recife, Prefeitura da Cidade do Recife, 1987
HOHLFELDT, Antônio et al. (Org.). Teorias da comunicação: Conceitos, escolas e
tendências. Petrópolis: Vozes, 2001.
LUCENA FILHO, Severino Alves de. Festa Junina em Portugal: Marcas culturais no
contexto do folkmarketing. João Pessoa: Editora da UFPB, 2012.
_____. Discursos organizacionais e o folkmarketing no contexto da Festa Junina. In:
Folkcomunicação na Arena Global: Avanços Teóricos. São Paulo: Editora Ductor, 2006.
MELO, J. M. Comunicação, Modernização e Difusão de Inovações no Brasil. Petrópolis:
Vozes, 1978
MORIGI, Valdir José. Imagens recortadas, tradições reinventadas: as narrativas da festa
junina em Campina Grande. São Paulo, 2001. Tese de doutorado (Departamento de Sociologia
da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas) Universidade de São Paulo, 2001.
OLIVEIRA, Ernesto Veiga de. Festividades cíclicas em Portugal. Lisboa: Dom Quixote,
1995.
MARQUES DE MELO, José. A expansão da pesquisa folkcomunicação: o objeto, o campo e a
rede. Anuário Unesco/Metodista de Comunicação Regional, Ano 15 n.15, p. 79-94 jan/dez.
2011. Disponível em: . Acesso em: 01
abr.2017
WALMART 20 anos. Disponível em: walmart-20-anos/>. Acesso em: 02 abr.2017
Publicado
2017-04-18
Como Citar
MAIA, Andrea Karinne Albuquerque; DINIZ, Lynny Barra Nova; FIRMINO, Augusto César Filgueiras. Análise das estratégias mercadológicas da empresa Walmart no contexto junino, sob a perspectiva do folkmarketing. Anais da Conferência Brasileira de Folkcomunicação - Folkcom, [S.l.], n. XVIII, abr. 2017. ISSN 2236-2924. Disponível em: <http://anaisfolkcom.redefolkcom.org/index.php/folkcom/article/view/46>. Acesso em: 23 set. 2017.