Contribuições da folkcomunicação para o jornalismo cultural: conteúdos jornalísticos sobre patrimônio no site Cultura Plural

  • Karina Janz Woitowicz

Resumo

O presente trabalho se orienta na noção de cultura sustentada pelo referencial da folkcomunicação para estabelecer relações com o jornalismo cultural praticado pela equipe do projeto extensionista Cultura Plural, do curso de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Com base em uma compreensão de patrimônio cultural que valoriza as práticas, os saberes e os espaços de cultura e sociabilidade de um determinado lugar, o presente texto discute o papel do jornalismo no reconhecimento da cultura, da memória e da identidade, a partir dos temas que caracterizam os conteúdos publicados no site (www.culturaplural.com.br).

Biografia do autor

Karina Janz Woitowicz

Professora Dra. do Curso de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação (Mestrado) em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Jornalismo Cultural e Folkcomunicação. Trabalho desenvolvido com apoio da Fundação Araucária/PR.

Referências

ALZAMORA, Geane. Novas formas de agendamento: o que pauta o jornalismo cultural contemporâneo? In: MARQUES, Fabrício (Org.). Suplemento literário de Minas Gerais: nave errante. Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Cultura, 2012. p. 23-25.
BELTRÃO, Luiz. Folkcomunicação: um estudo dos agentes e dos meios populares de informação de fatos e expressão de idéias. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.
CRUZ, Mércia Socorro Ribeiro; MENEZES, Juliana Santos; PINTO, Odilon. Festas culturais: tradição, comidas e celebrações. In: ENCONTRO BAIANO DE CULTURA,1., 2008, Salvador. Anais eletrônicos... Salvador: Faculdade de Comunicação da UFBA, 2008. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2015.
FARO, José Salvador. Nem tudo o que reluz é ouro: contribuição para uma reflexão teórica sobre o jornalismo cultural. Comunicação e Sociedade, São Bernardo do Campo, v. 28, n. 46, p. 143-163, jul./dez. 2006.
______. Território em transformação: importância e desafios do jornalismo cultural. In: MARQUES, Fabrício (Org.). Suplemento literário de Minas Gerais: nave errante. Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Cultura, 2012. p. 11-14 ______. Apontamentos sobre jornalismo e cultura. São Paulo: Buqui, 2014.
LEITE, Edson. Turismo cultural e patrimônio imaterial no Brasil. São Paulo: Intercom, 2011.
MELO, José Marques de. Mídia e cultura popular: história, taxionomia e metodologia da folkcomunicação. São Paulo: Paulus, 2008.
MORAES, Vaniucha de. Jornalismo cultural não valoriza tradições. Observatório da Imprensa, ed. 480, 08/04/2008. Disponível em: http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/jornalismo_cultural_nao_valoriza_tradicoes. Acesso em 12/02/2014.
PIZA, Daniel. Jornalismo cultural. 3ª ed. São Paulo: Contexto, 2009.
SIRENA, Mariana Silva. Agenda-setting e contra-agendamento: possíveis abordagens para o estudo do jornalismo cultural. Revista ComTempo, vol. 5, n. 2, 2013. Disponível em: http://www.revistas.univerciencia.org/index.php/comtempo/article/viewFile/8550/7968.
TRIGUEIRO, Osvaldo. “Festas populares”. In: GADINI, Sérgio Luiz; WOITOWICZ, Karina Janz. Noções básicas de folkcomunicação. Ponta Grossa: Ed. UEPG, 2007. WOITOWICZ, Karina Janz; FURTADO, Kevin W. Kossar. Manifestações religiosas na pauta jornalística: análise da cobertura sobre o tema no site Cultura Plural. Revista Internacional de Folkcomunicação, vol. 14, n. 32 (2016). p. 149-168. Disponível em: http://www.revistas.uepg.br/index.php/folkcom/article/view/2094
Publicado
2017-04-18
Como Citar
WOITOWICZ, Karina Janz. Contribuições da folkcomunicação para o jornalismo cultural: conteúdos jornalísticos sobre patrimônio no site Cultura Plural. Anais da Conferência Brasileira de Folkcomunicação - Folkcom, [S.l.], n. XVIII, abr. 2017. ISSN 2236-2924. Disponível em: <http://anaisfolkcom.redefolkcom.org/index.php/folkcom/article/view/54>. Acesso em: 23 set. 2017.